quarta-feira, 25 de abril de 2012

Os caminhos do Euro 2012 Polónia-Ucrânia


Promoção oficial da UEFA EURO 2012. 



Pelos caminhos de Portugal
Eu vi tanta coisa linda
Vi um mundo sem igual



Mário Gil o cantor popular cantava assim e se fosse polaco podia cantar o mesmo. Pelos caminhos da Polónia, tanta coisa linda (sim claro, as polacas incluídas), um mundo sem igual e muitos mais quilómetros de estrada do que no nosso solarengo Portugal banhado pelo Atlântico. O problema na Polónia não é a quantidade de  estradas mas sim a qualidade das mesmas... Não é mandar abaixo só porque sim, isto vem a propósito de um vídeo do Youtube que anda a circular nas redes sociais.


O titulo Polish Roads Welcome EURO 2012 / Polskie Drogi, Dziury, Hole (Estradas da Polónia Bem-vindo EURO 2012 / Estradas polacas, Buracos) mostra em 3:05 minutos o estado lastimável da Estrada Nacional número 1, um exemplo entre muitos outros do estado de manutenção da rede rodoviária polaca. 

A primeira vez que contactei com a realidade das estradas na Polónia - enquanto condutor - foi em 2003, ao volante de um modesto Opel Corsa 1.0 de 1998. A viagem, feita com muito boa vontade e usando a quinta velocidade sempre que possível, não foi má de todo - fez-se bem. Saímos do verde Minho subindo pela IP4, encontrando pouco mais tarde as estradas mais planas de Espanha, o touro da Osborn aqui e ali, a fronteira no País Basco, a entrada na imensa França, sempre utilizando as estradas nacionais para não ter que pagar a brutalidade das portagens, a dormida num motel bon-marché, os quilómetros de asfalto solitário entre-cortados por aborrecidas rotundas, placas de aire de repos, vias rápidas e estações-de- serviço todas idênticas onde se esticam as pernas e se toma um café quente acompanhado de camembert para nos lembrarmos que estamos no país dos queijos. Depois basta seguir as placas Lille e finalmente entrar no coração da UE, na Bélgica, onde depressa passamos e chegamos aos Países Baixos. Nestes dois países conduz-se devagar e a policia é intolerante com excessos de velocidades e manobras perigosas. Em poucas horas entramos na Alemanha, nas famosas autobahn onde alegadamente não há excesso de velocidade e de facto não há portagens! Cerca de 700 quilómetros depois e de uma aborrecida paisagem onde só ocasionalmente se lê ausfahrt (saída) chegamos à primeira placa a indicar que estamos a chegar à Polska. Desde o momento em que a Polónia entrou no Espaço Schengen tudo mudou e já não temos de esperar horas entre camiões TIR, reboques com carros importados e muitos outros ligeiros. Os tempos mudaram mas as estradas nem por isso... apesar do esforço do governo polaco em melhorar a rede viária para o Euro 2012.

Está prevista uma invasão de automóveis, de turistas e um aumento exponencial de voos - o futebol é designado de desporto-rei não por acaso, move multidões e as paixões como partem do coração não olham a tempo, nem despesas. A miragem é o estádio e o jogo e só isso conta, o resto vem por acréscimo. Preparem portanto os pneus, os amortecedores, as rótulas de suspensão, as ponteiras de direção e as costas para os solavancos que inevitavelmente se vão sentir. Quanto à Ucrânia não faço ideia e não encontro nenhum blogue ou fórum de "Portugueses na Ucrânia" para que esta viagem continue ainda mais a Leste até ao Mar-Negro. O que tenho é um amigo ucraniano que não parece muito optimista em relação a estradas no país vizinho da Polónia, dizem-me que as estradas ainda são piores que na Polónia... 

O plano está traçado há muito tempo e já Adolf Hitler planeava uma auto-estrada que atravessasse a Polónia de lés-a-les criando uma espécie de corredor da Alemanha até à Rússia. A porta de entrada vai ser a A2 que começa quando acaba Frankfurt Oder e acabaria em Terespol na fronteira com a Bielorrússia, a A8, em Zgorzelec (não se assustem leia-se z-góje-lets) desemboca em Korczowa na fronteira com a Ucrânia. A realidade é que partes das auto-estradas estão correntemente a ser construidas e há sérias duvidas que se concluam antes do 8 de Junho quando o árbitro apitar para o pontapé inicial.  

A verde estão as auto-estradas existentes, a vermelho as que estão em construção e a amarelo as planeadas.



As cidades onde vão decorrer os jogos. Łódź não está incluída nas cidades polacas anfitriãs do Euro 2012.


 

Falta pouco para o começo do grande campeonato europeu mas quanto a "bitaites" sobre vencedores, vencidos, técnicas, jogadores e treinadores deixo para outros que percebem da poda - para o Nuno Bernardes em Varsóvia (do blogue Mó! Tá o frio em monte, deb!). Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele e aqui estarei mais para os fait-divers do Euro 2012 que para outras coisas...

8 comentários:

Ryan disse...

As estradas polacas continuam a ser o parente pobre das infraestruturas locais. Convém realçar que apesar de muito lentamente algumas estradas começaram a melhorar. So resta saber ate quando. A habilidade dos polacos em construir as estradas não parece ser a melhor. Poderia listar alguns exemplos de estradas completamente asfaltadas que no mesmo ano já estavam com problemas

kauskas disse...

Garanto que as estradas na Vizinha Ucrânia são piores, mas como Portugal é um País solidário as nossas estradas estão a ficar assim a EN 125 parece um manto de retalhos e buracos se continuar assim dará para por os Politicos lá :)

Anónimo disse...

Boas!
Vou com mais uns amigos a Lviv (Ucrânia) ver o jogo Portugal-Dinamarca, mas vamos fazer de Cracóvia durante a semana de 11 a 15 de Junho, o nosso quartel general :).
Ou seja nós no dia do jogo teremos que nos deslocar de Cracóvia para Lviv, e pelo que já nos informamos em fóruns e blogs essa tarefa não se avizinha nada fácil, pois os comboios demoram muito, de camioneta igualmente e depois regressar no final do jogo é ao que parece uma verdadeira aventura.
Pensamos então numa alternativa que é alugar um carro até á fronteira com a Ucrânia, deixar o carro aí, atravessar a pé apanhar um autocarro até ao estádio, e depois no regresso tínhamos o carro na fronteira para regressarmos a Cracóvia.
A minha pergunta é se acha que é seguro ou viável deixar o carro na fronteira com a Ucrânia e se acha que conseguiremos chegar á fronteira em 5h de viagem? Digo 5h porque consultei o ViaMichellin que indica demora 4h e qualquer coisa a chegar á fronteira com a Ucrânia.
Agradeço desde já a atenção dispensada.
Cumprimentos
Paulo Sampaio

Anónimo disse...

Boas!
Vou com mais uns amigos a Lviv (Ucrânia) ver o jogo Portugal-Dinamarca, mas vamos fazer de Cracóvia durante a semana de 11 a 15 de Junho, o nosso quartel general :).
Ou seja nós no dia do jogo teremos que nos deslocar de Cracóvia para Lviv, e pelo que já nos informamos em fóruns e blogs essa tarefa não se avizinha nada fácil, pois os comboios demoram muito, de camioneta igualmente e depois regressar no final do jogo é ao que parece uma verdadeira aventura.
Pensamos então numa alternativa que é alugar um carro até á fronteira com a Ucrânia, deixar o carro aí, atravessar a pé apanhar um autocarro até ao estádio, e depois no regresso tínhamos o carro na fronteira para regressarmos a Cracóvia.
A minha pergunta é se acha que é seguro ou viável deixar o carro na fronteira com a Ucrânia e se acha que conseguiremos chegar á fronteira em 5h de viagem? Digo 5h porque consultei o ViaMichellin que indica demora 4h e qualquer coisa a chegar á fronteira com a Ucrânia.
Agradeço desde já a atenção dispensada.
Cumprimentos
Paulo Sampaio

Ricardo Taipa disse...

@ Paulo. Deixar o carro em parque de estacionamento vigiado (parking strzeżony) e o problema está resolvido. Por outro lado se tiverem seguro contra todos os riscos e roubarem o carro apenas pagam a franquia. Boa sorte e evitem fazer muito alarido na Ucrânia. Parece que eles não são lá muito simpáticos. Boa sorte e bom jogo!

Anónimo disse...

Boas amigos, depois de ler todos os comentários sobre os caminhos do Euro 2012, venho dizer que nem tudo é mau... pois para se fazer todos os caminhos, temos que ter espírito de aventura e gosto de viajar. Quem quiser ir a Lviv/Lvov, ver Portugal e fazer a viagem da fronteira Medyka(Polónia) a Lviv eu posso arranjar um tâxi para 5/7/8 pessoas por 20 euros cada uma. São mais ou menos 80km da fronteira até à cidade. 20 euros é um bom preço, pois foi o que já paguei por duas vezes. Aproveitem esse preço, acreditem. se querem ou precisarem de dormidas em Lviv, também posso falar e arranjar um apartamento por 20 euros p/ pessoa. Se querem mandem uma msg para fasvc@hotmail.com e eu falo com amigos que tenho lá. Eu esterei nessa altura lá, e para ver os jogos! abraço

Anónimo disse...

Ricardo, estás enganado ao povo Ucraniano, na verdade eles são muito simpáticos e com muita educação. Na verdade sabes que é um povo sofrido e por essa razão o primeiro impacto, faz com que eles recuem um pouco, mas depois de teres confiança com eles, são adoráveis.
A cidade de Lviv, é lindissíma mas para isso é preciso ter espírito de andar e ver as coisas sem ter aquele pensamento "ai coitadinhos"... Abraço

Aluguer de carros Portugal disse...

Pois nem tudo é bom nos outros países mas para ver a selecção tudo se faz, não é verdade e o bom português está habituado às dificuldades.