terça-feira, 30 de novembro de 2010

Atak Zima*

Estas duas tenebrosas palavras polacas significam acima de tudo que estamos em apuros. Atak Zima ou *onda de frio acontece quando, de um dia para o outro, as condições meteorológicas mudam e a neve cobre tudo sem dó nem piedade. 

 Esta semana começou com um "atack zima" do caraças por toda a Polónia...O termómetro que coloquei na janela da cozinha já deve ter congelado mas marcava - 9 hoje de manhã.

Para minha sorte uma inesperada gripe, diagnosticada pela minha medica polaca (aquela morena com 1,80 e aspecto de cavaleira teutónica) como zapalenia gardło, ou seja, uma infecção na garganta, foi razão para me deixar a "marinar" em casa uma semana mal podendo com uma gata pelo rabo. 
O ataque de frio foi, por isso, menos sentido mas a cidade de Łódź esteve completamente paralisada e só hoje começa paulatinamente a retomar o seu ritmo. Os transportes públicos, as estradas e as ruas ficaram cobertas com uma espessa manta de neve. Na minha vizinhança a "administracja" (o condomínio) não conseguiu reagir a tempo ficando as estradas, caminhos pedonais e ruas irreconhecíveis. Só hoje houve um piquete a trabalhar arduamente para retomar a normalidade, abrindo alas entre a neve e deitando sal nos passeios e entradas dos apartamentos. 



Fotos In: Express Ilustrowany

Os camiões TIR que abundam nas estradas da Polónia (relembro que este país é um eixo comunicacional entre a Europa Ocidental e a Europa de Leste) tiveram imensos problemas em prosseguir marcha, atrasando a entrega de mercadorias e entupindo as artérias principais das grandes urbes. Os acidentes aconteceram em catadupa e nem sempre por culpa de não se usarem pneus de Inverno. Na Polónia não é obrigatório mas recomendado a mudança de pneus de Verão (como os que temos em Portugal) para pneus especiais de Inverno ou pneus para todo o ano (całoroczne).

Algo que contribui para o elevado índice de sinistralidade nas estradas polacas são as estradas nacionais estreitas, onde abundam os "Veiculo Longo" e os camiões TIR, a par com alguns condutores impacientes e irresponsáveis (por vezes alcoolizados) que ultrapassam a tudo e todos - especialmente as van do tipo VW Transporter e Ford Transit, apinhadas de trabalhadores sazonais ou emigrantes polacos na Alemanha ou Holanda. 

Para manter a sanidade nestes dias de neve é melhor imaginar que estamos a andar num areal de uma praia. Acaba por ser semelhante o esforço.

Fotos in: Express Ilustrowany

O Outono polaco acaba recordando-nos que temos pela frente - no mínimo - mais quatro meses de frio. Para os portugueses que chegaram à Polónia há pouco tempo ou aqueles que mal conhecem os rigores do Inverno polaco ainda conseguem vislumbrar algum encanto e sentem na pele a experiência de viver o dia-a-dia em condições que, em Portugal, fariam as parangonas dos media. Para quem já vive aqui há tantos anos a neve e o gelo, o Inverno e os dias curtos são inevitavelmente uma rotina, verdadeiros fait divers de um emigrante português na Polónia. Dou por mim a imaginar a Primavera, os dias sem neve em lado nenhum, arrancar o carro de manhã à primeira vez, não ter de sacudir botas nas soleiras das portas, não ter os óculos embaciados ou o rosto frio quando se anda na rua e, como se fosse uma recompensa pelos dias de invernia, ver as polacas na rua, sem os barretes, sem o casacão e sem as botas de cano alto...

Na realidade este ano foi uma neve bastante adiada. Regra geral as primeiras neves acontecem em Outubro e este anos só bem dentro de Novembro foi o primeiro nevão. Nada mais a fazer, nada mais a dizer. O frio chegou. 

Paciência, a vida continua!

5 comentários:

PM Misha disse...

... pois q:/

Ermelinda disse...

Quando aqui os media começaram a falar em neve na Espanha e ontem disseram e vi caiu um nevão em trás os montes logo vos imaginei no começo dos rigores da neve.
Ontem tive que sair e digo-te gelei pus lá fora o termómetro que trouxe da Polónia,igual ao que tens no teu artigo mas,eram só 4positivos pensei não te lamentes o teu filho e netos devem estar abaixo de zero pelo menos-4não me enganei....bjs quentinhos a todos.

Ricardo Taipa disse...

Hoje só vão estar -14... A ver se nos próximos dias melhora para os Zero ou -1... :))

Portoryko disse...

Imagine that for two days a I had to walk to work from homa at 5 am as the public transport didn't work grrr...
At work are running stories about how everyone is getting or coming back from the office :)

My doctor said that I am also ill but I got that in the office. So maybe don't come back ;) as here with the air conditioning all the bacteria is circulating.

Laurka disse...

Hey Ricardo!
Jak się czujesz? Mam nadzieję, że już troszkę lepiej!
Przesyłam dużo pozytywnej energii :)