sexta-feira, 11 de junho de 2010

Coisas da Polónia

O derradeiro kurwa

O desastre do avião presidencial polaco continua a fazer correr tinta, especialmente na Polónia. Depois das transcrições das caixas negras do Tupolev terem sido publicadas na Internet, ficando o grande público a saber que a última palavra do piloto, antes do impacto no solo, foi um kurwa (equivalente ao português puta) e que havia uma “voz mistério” (designado de quinto passageiro) na cabine.

Depois disto chega a confirmação que no rescaldo do acidente os destroços e os cadáveres dos passageiros foram saqueados por soldados russos que se encontravam no local. Quatro deles foram detidos sob suspeita de terem extraviado e levantado dinheiro dos cartões de crédito que se encontravam nas roupas do cadáver de Andrzej Prezewoznik, um historiador e oficial polaco. – cerca de 6000 Złoty (1,400 €). Alegadamente o relógio também terá sido roubado nessa ocasião.

Mundial sem a Polónia

Começa hoje o mundial de futebol na África do Sul, um acontecimento imperdivel para os fãs do chamado “Desporto Rei” e que não deixa ninguém indiferente, mesmo que não seja apreciador ou conhecedor. A selecção da Polónia não foi apurada para o mundial e os polacos limitar-se-ão a seguir os jogos divindindo-se entre a indiferença ou o apoio a selecções estrangeiras entre as quais a portuguesa. Uma goleada da selecção espanhola (6-0) serviu para muitos polacos confirmarem que mais vale ficarem na Europa e esperar melhores dias para o campeonato europeu de futebol - a ter lugar na Polónia e na Ucrânia daqui a dois anos.



Em jeito de fait-divers fica a nota sobre a visita particular de Cristiano Ronaldo a Nelson Mandela, figura de craveira da libertação dos negros e da luta contra o Apartheid. A visita foi um pedido do líder sul-africano, hoje em dia um idoso com 91 anos.

Olha que coisa mais linda Mais cheia de graça É ela menina Que vem e que passa Num doce balanço a Caminho do mar...

A letra da conhecida canção de Tom Jobim, a Garota de Ipanema, parece servir de banda sonora ao Verão polaco. É um facto conhecido por muitos que as polacas, de um modo geral, são bonitas (entre portugueses costumamos dizer que são boas „comó milho“) e acabam por ser uma das atracções nacionais, especialmente durante o Verão, altura em que as vemos com pouca roupa e com cintos largos, ou seja, mini-saia. Uma sensação algo refrescante depois de meses de frio. Sinceramente já perdi conta dos compatriotas que se deslubraram com as eslavas e aqueles que tombaram nesta difícil luta de resistir à tentação.

Certo que o estilo eslavo é pouco visto em Portugal – há loiras e ruivas no nosso país mas muitas são „falsas“ – e a procura sempre foi maior do que a oferta portanto um par de olhos azuis ou verdes ou uns cabelos mais claros são um factor de beleza considerável. Na Polónia isso é de tal forma banal que por vezes chego a ficar surpreendido quando vejo uma polaca de olhos castanhos escuros e sobrancelha preta. Talvez esse seja o motivo pelo qual muitos homens polacos se deslumbram com a mulher portuguesa. Dizem-me que preferem o estilo latino, a líbido portuguesa, o carácter mais agressivo e impulsivo e o facto que as portuguesas têm os peitos grandes mas o facto é que há muitos poucos casais polaco-portuguesa. Vá-se lá saber porquê...

2 comentários:

Claudia Mira disse...

Ola! Estou a preparar um dossier sobre a polonia e gostaria de saber se me podes dar uma ajudinha.
O meu mail é cl_mira_fonseca@hotmail.com

Ricardo Taipa disse...

Cześć Claudia. Neste momento encontro-me a finalizar o meu projecto de graduamento mas podes enviar-me mensagem para: rtaipa@gmail.com