terça-feira, 9 de março de 2010

Avatar e o regresso dos óculos ridículos.




A última vez que vi um filme em 3D foi no início dos anos 80 na inusitada febre dos 3D da RTP que levou meio Portugal a comprar uns óculos especiais em papel com uma lentes em celofane, uma vermelha e outra azul. A promessa de mais filmes em 3D durou pouco e só um filme - O Monstro da Lagoa Negra (de 1954!) - passou nesse formato. Velho, desbotado e a preto e branco. Com uma tecnologia que fazia as personagens parecerem um daqueles livros para crianças com figuras em cartão.
Na realidade o dia em que o filme passou calhou numa reunião de família em que os 'putos' disputavam os poucos óculos que haviam e no fim ninguém viu nada ou tampouco se lembrava do filme e do monstro...

Passados 30 anos (estou em estado de choque - não pode ser, passaram 30 anos!) fui ver o tão falado filme de James Cameroon, Avatar. Há quem preste culto ao filme, quem tenha gostado, os que ficaram assim-assim, os que abominam e os que odeiam. Pela minha parte gostei de ver. Entretenimento puro numa nova experiência de ver filmes em 3D com tecnologia digital, com som digital em ecrã IMAX com uns óculos em plástico de alguidar com lentes escurecidas que, ao menos, foram devidamente lavados pelo pessoal do Cinema City em Łódź.

Já alguém reparou que não há mais o homem da lanterna? Entramos numa sala de cinema como entramos num McDonald’s para comer um hambúrguer com sabor padronizado e esperamos que o filme comece enquanto vemos publicidade antes das apresentações de filmes a estrear brevemente.
Lá acabei por fazer a jigajoga de colocar os óculos IMAX por cima dos meus óculos de míope e entrei no mundo das três dimensões com a apresentação do filme de animação da Disney-PIXAR "Como Treinares o Teu Dragão". Inevitável o pulo na cadeira com a sequência de saltos de uma criatura qualquer ou a agradável surpresa de ver o gato da 'Alice no Pais das Maravilhas' a saltar do ecrã e ficar em frente da nossa cara a sorrir de orelha a orelha. Há muito tempo que não ia a uma sala de cinema a abarrotar, parece que os gigantes da indústria encontraram um meio de meter dinheiro ao saco e afastar os piratas enquanto a tecnologia não se divulga. 

Avatar tem uma mensagem, pode ser, para alguns, uma mensagem cliché ou apelar aos sentimentos e emoções mas a mensagem esta lá. Cameroon consegue manipular a audiência para ficarmos a odiar os humanos pela sua crueldade e falta de respeito para com a natureza enquanto nos remete para cenários que podemos comparar ao Jardim do Éden, a Adão e Eva, a Árvore da Vida e também ao Trail of Tears dos índios americanos durante o Indian Removal Act nos anos 30 do século XIX que destruiria a harmonia dos índios americanos e os deixou longe dos seus locais de culto e terras, uma crueldade que ainda não vimos em filmes de Box Office. Dizem as 'teorias da conspiração' que James Cameroon é um maçon de grau 33 e que alguma simbologia maçónica pode ser encontrada neste filme. 

Neste 'misturador' há também referencias à reencarnação, à unidade com o divino (que chamamos de Deus), à guerra ao terror que justificou e justifica invasões, campanhas militares, leis draconianas, acções da CIA e dos serviços secretos ocidentais e israelitas, as operações de 'bandeira falsa', a queda do World Trade Center, o Napalm na guerra da Indochina, a colonização pelo homem branco. Avatar é um filme anti-guerra e a prova do efeito e mau estar que causou em certos meios políticos talvez se revele na sua derrota Hollywoodesca na noite dos Óscares.

4 comentários:

Ryan disse...

Fora os efeitos visuais o filme acaba por ser mais do mesmo. Para ser sincero ja faz um tempo que nao vejo bom cinema e neste ultimo ano tenho ido quase todos os meses ver alguma coisa. A empresa ajuda e nao me faco renegado obviamente.
Para a industria cinematografica fica talvez uma forma de dar a volta a pirataria por enquanto.

Anónimo disse...

Olá Ricardo.

Deixei um comentário no seu post sobre o Consulado Português em Varsóvia...
Se me pudesse ajudar..agradecia!
Aqui fica o meu e-mail ana.r.m.ventura@gmail.com

Ricardo Taipa disse...

@ Ana Ventura.

A comunidade portuguesa na Polónia tem um fórum no qual ajudamos todos os portugueses na Polónia ou aqueles que necessitam de alguma informacao.

O endereco para o fórum encontra-se no meu blogue. Esperamos por si.

Isabel F disse...

Ridiculo ou não os oculos 3D invadiram as nossas salas de cinema, proporcionando sem dúvida, uma experiência e emoção única nas nossas idas ao cinema. No entanto, a higienização dos oculos, é algo que nos preocupa. Procuramos uma empresa na Polónia que é especilista na higienização dos oculos 3D. Pode-nos ajudar?